REVISÃO HISTÓRICA: Vamos retirar os nomes de ditadores de nossas escolas...

05-04-2015 11:18

... e por extensão de todas as pessoas vivas de ruas, prédios públicos e logradouros


Proposta foi apresentada ano passado ao então presidente Fernandinho Britto

Em 2014 apresentamos ao vereador João Fernandes de Britto (PT), então presidente da Câmara de Vereadores de Propriá, distante 98 km da capital, Aracaju, a proposta de retirada de nomes de pessoas vivas, extensiva aos de ex-presidentes ditadores de escolas, demais prédios públicos, ruas e logradouros.

O objetivo é ajustar o município a legislação que proíbe peremptoriamente homenagear pessoas vivas com colocação de nomes em espaços públicos, a exemplo da Avenida Ministro João Alves Filho (Matadouro/Poeira), escolas como Evanilde Serra Pinheiro (Conjunto Maria do Carmo – cujo nome precisa ser substituido) e Leonor Barreto Franco (povoado São Miguel).

Outra situação que precisa ser revista é a homenagem feita por prefeitos como Cláudio Nunes que colocou o nome do seu pai, advogado Josias Ferreira Nunes no CAIC, como se ali fosse uma propriedade particular de sua família.

Como forma de reparar um erro histórico, há a necessidade inadiável do município de Propriá se reencontrar com a liberdade e a democracia, substituindo o nome da Escola Presidente Costa e Silva (povoado Boa Esperança), pois não se admite homenagear ditadores e patrocinadores de torturas em uma instituição que é um patrimônio cultural daquela comunidade.

  • Ouvir a comunidade

Ainda pela nossa proposta a comunidade deverá ser ouvida para sugerir novos nomes de pessoas cuja importância e relevância não está relacionada ao parentesco com prefeito, governador, vereador ou quaisquer pessoa só para satisfazer seus egos familiares, mas que tem comprovadamente serviços prestados a ares de atuação se escola, logradouro ou núcleo populacional.

Caso não sejamos ouvidos, vamos propor projeto de iniciativa popular

Esperamos que a Câmara de Vereadores, por sua própria iniciativa faça esta revisão histórica, assim côo fez a de Pirambu na legislatura passada que fez a revisão de mais de 50 ruas, prédios e logradouros públicos, retirando nomes de pessoas vivas ou parentes de ex-prefeitos, homenageando pessoas que já estão em outro plano.

  • Oportunidade impar

Caso aquela casa não se manifeste, o faremos através do competente projeto de iniciativa popular, no qual pretendemos mobilizar toda a sociedade propriaense da sede do município e seus povoados, acreditamos seja desnecessário este expediente, pois o Parlamento não deverá se furtar de seu papel e prerrogativa.


por Claudomir Tavares ©2015. É permitida a reprodução, desde que citada à fonte.

Comentar esta postagem | Ler comentários

Voltar