PROPRIÁ: SOS Rua Franklin Freire

25-04-2011 15:24

Moradores denunciam presença de cratera em rua do Bairro Brasília, em Propriá

Após receber denúncia de moradores da Rua Franklin Freire, no Bairro Brasília, na cidade de Propriá, a reportagem da Tribuna da Praia se dirigiu ao local na manhã desta segunda-feira ver in loco o objeto da denúncia. Segundo nos informaram, uma cratera aberta pelas recentes chuvas deixou expostos esgotos domésticos e sanitários, exalando um odor insuportável.

Fezes, urina, dejetos provenientes das residências correm pela rua, iniciando em frente à residência de número 388, seguindo por cerca de 15 metros, provocando a indignação dos moradores que, para evitar o trânsito de veículos, retiraram os paralepípedos que ficaram soltos pelas fortes chuvas e fizeram uma barreira impedindo que carros, caminhões e outros veículos circulassem.

No local a Companhia de Saneamento de Sergipe (DESO), através de uma empresa terceirizada está efetuando serviço de colocação de caixas de esgotos domiciliares. Estes esgotos são ligados a rede coletora da rua, que se mostra vulnerável. “Como é que eles fazem a colocação das caixas, se não fazem antes a rede da rua”, questiona dona Kátia Gorete Santos, indignada.

Ainda segundo dona Kátia,” há 21 anos (idade de seu filho mais velho), que fizeram aquele calçamento e não se preocuparam de fazer a rede de esgoto”, testemunhou. Diversas pessoas daquele logradouro se dirigiram a reportagem, mostrando-se indignados com a situação de caos que se verifica aquela rua, inclusive avisando que irão aguardar até amanhã e se a prefeitura não intervier naquele problema, irão interditar a rua na sua totalidade.

Entramos em contato com o secretário municipal de Obras, o ex-vereador Jackson de Oliveira (PV), que se comprometeu em enviar uma equipe para o local hoje à tarde e, dimensionada a gravidade do problema, irá providenciar uma intervenção no sentido de solucionar o caso. Informados desta resposta do secretário, os moradores se comprometeram em aguardar a presença do pessoal da secretaria municipal de obras, e só depois tomarão uma atitude.

_________________________

Por Claudomir Tavares [claudomir21@tbol.com.br]

Voltar