Pirambuense fez “cabelo e barba” e venceu campeonato 1991/92

02-06-2011 00:19

Time teve menos de dois anos de existência, mas conquistou campeonato municipal na sua primeira disputa 

No início dos anos o desportista Vanderley Pereira da Silva teve uma idéia fixa e levou adiante: fundar um clube de futebol e dá a ele uma dimensão de profissionalismo como jamais foi visto em Pirambu. Reuniu amigos, identificou um grupo de atletas de boa técnica e criou no início de 1991 a União Desportiva Pirambuense, que desbancou a hegemonia dos então rivais Guarany e Santos, os mais tradicionais de nosso futebol.

O time de Vanderley, que por ser irmão da atuante vereadora Ivânia Pereira da Silva (Vanda) e também presidente do seu partido, o PCdoB, foi apelidado pelos que lhes opunham politicamente de “Time 15 de Novembro”, pois segundo eles, acabaria tão logo fosse realizada a eleição de 1992. Que maldade, mas que praga... pegou! A experiência do Pirambuense acabaria exatamente no final daquele ano.

Antes, porém, o time de Vanderley virou também a coqueluche da cidade, alcançou a condição de time de maior torcida e reuniu em seu elenco os mais habilidosos e talentosos atletas do nosso futebol: estava aí a receita que lhe levaria a uma dupla conquista no Campeonato Municipal de Futebol realizado entre os meses de novembro e dezembro de 1991 e janeiro de 1992, promovido pela Liga Pirambuense de Futebol, presidida pelo desportista Roberto José de Carvalho Sobrinho.

Patrocinado pela prefeitura municipal de Pirambu, através da secretaria municipal de Esporte, Lazer e Turismo (SELT), reuniu os principais clubes de futebol, entre os quais o Guarany, Santos, Internacional, Santa Cruz, São Paulo e Pirambuense. Em menos de três meses de competição, o Pirambuense venceu de ponta-a-ponta, conquistando o título nas modalidades juniores (2º Quadro) e principal (1º Quadro).

Atletas, dirigentes, torcedores saíram em passeata até o Bar Beira Rio, que funcionava como uma espécie de Sede do Pirambuense. Lá a festa varou a noite, onde todos celebravam a conquista e admiravam o troféu de mais de metro. Ao Guarany, que proporcionava as maiores rivalidades (havia também com o Santos, ainda que em menor volume), restou o vice-campeonato em ambas as categorias.

Quis o destino que o treinador do time campeão fosse alçado a condição de técnico da seleção municipal de futebol da Liga, o que afastou Vanderley da dedicação integral ao Pirambuense e este passou a perder importância, evasão de atletas para os principais adversários, principalmente o Guarany que no ano seguinte (1993) reequilibrava o futebol local, quebrando a rápida hegemonia do alvianil (cores do Pirambuense).

_______________________________________

Por Claudomir Tavares (42) – Professor concursado da rede pública municipal em Pirambu, estadual em Propriá e do Pré-Universitário (SEED). Licenciado em História, com aperfeiçoamento e especialização em Gestão de Recursos Hídricos (todos pela UFS), especialização em Metodologia do Ensino Superior (Faculdade São Luiz de França) e Mestrando em Ciências da Educação (Universidad San Carlos). Críticas e sugestões são valiosas: claudomir21@bol.com.br (79) 9917.0510!

Comente esta matéria | Clique aqui...

Voltar