CASTELO DE CARTAS: Presa presidente da Comissão de Licitação de Prefeitura de Japaratuba

07-06-2011 10:55

Operação "Castelo de Cartas" pode prender mais 17 pessoas:A delegada Danielle Garcia informou que as 17 prisões são de empresários da construção civil e servidores públicos acusados de envolvimento em fraudes

A delegada Danielle Garcia prestou algumas informações no final da tarde desta segunda-feira, 6, no Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope) sobre a operação `Castelo de Cartas´, desenvolvida pela Polícia Civil por meio do Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap) com apoio da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol). Foram efetuadas desde a madrugada 17 prisões, sendo nove preventivas e oito temporárias. Como a documentação apreendida está sendo analisada, podem surgir novos nomes.

De acordo com a delegada, os acusados são todos empresários da construção civil e funcionários públicos acusados em fraudes de licitações nas prefeituras de Canindé do São Francisco, Arauá, Malhador, Itabaianinha, Rosário do Catete e Japaratuba. “A investigação teve início há um ano e dois meses, ou seja, em abril de 2010, ocasião da intervenção na Prefeitura de Pirambu e vinha sendo desenvolvida em parceria com a Operação Olhos de Águia, da Polícia Federal. Os acusados são empresários e funcionários públicos [membros de comissões de licitação, secretários de obras]. Não tem nenhum gestor”, enfatiza lembrando que os trabalhos contaram ainda com apoio do Ministério Público Estadual.

A delegada explicou como as fraudes ocorriam. “As fraudes aconteciam principalmente nas cartas-convites, algumas vezes com a participação das próprias comissões de licitações. Já sabiam quem venceria, as empresas iam certas de quem ia ganhar. As pessoas precisam entender que fraude em licitação é crime”, alerta, acrescentando que dará mais detalhes durante coletiva de imprensa marcada para esta terça-feira, 7, na sede da Academia de Polícia Civil (Acadepol) a partir das 8h.

“Ainda estou ouvindo os acusados. Para se ter uma idéia, cerca de 50 advogados estão aqui no Cope. Toda a documentação está sendo analisada e não descartamos a possibilidade de aparecer mais envolvidos”, afirma Danielle Garcia.

Prisões preventivas

Danielle Garcia liberou os nomes das prisões preventivas prometendo toda a relação para a coletiva desta terça-feira. Confira a relação:

- Adilson Farias Pardo
- Osvaldo Pardo Caldas Neto (filho de Adilson Pardo)
- Michel Anderson Costa Casas (sobrinho de Adilson Pardo)
- André Vieira de Melo
- Valdeilton Alves de Jesus
- Cosme Caldas dos Santos
- Adonias Costa Lisboa
- Sebastião Nabuco D’Avila
- Maria Rosenildes Barreto (presidente da Comissão de Licitação e funcionária da Prefeitura de Japaratuba).

Advogados

Entre os advogados presentes ao Cope, o criminalista Emmanuel Cacho, que já está defendendo três dos acusados. “Nós vamos tentar liberá-los o mais rápido possível. Já conversei com meus clientes, todos estão sendo bem tratados. São pessoas que ao meu ver são conhecidas e estão sendo acusadas de fraudes em licitações, mas que tem o direito de se defender agora é só aguardar, pois nem a defesa conhece os detalhes ainda”, ressalta.

Por Aldaci de Souza (Infonet)

Comente esta matéria | Clique aqui...

Voltar