ADIADA: Definida nova data da 3ª Expedição Rio Japaratuba

04-04-2015 11:30

Motivo deu-se em função de consulta a tábua de maré paraos dias 17 e 24 de abril


Prevista para  acontecer em 17 de abril de 2015, a 3ª Expedição Rio Japaratuba está sendo remarcada para o dia 24, uma semana depois, em função de consulta a tábua de maré (Marinha do Brasil/Divisão de Hidrografia e Navegação) que marca para a primeira data uma altura da maré de 1.2, enquanto que na segunda, marca 1.8 (de máximo de 2.0), o que permite a navegação no horário pretendido.

A confirmação depende de novos contatos a serem estabelecidos a partir da próxima segunda-feira, 06/04, pelo gabinete do Mandato Popular da deputada rstadual Ana Lúcia (PT) que a idealizou e o presidente da Administração Estadual do Meio Ambiente (ADEMA), José Almeida Lima e o secretário de estado do Meio Ambiente, Olivier Chagas, que já haviam confirmado presença e acredita-se manterão compromisso na nova data sugerida pelo Fórum do Poder Popular, que apóia a Expedição.

Pela programação discutida pelo Fórum e sugerida ao Mandato Popular, os 30 integrantes participarão dos seguintes eventos:

  • 07h30 – Acolhimento (Bar da Amendoeira)
  • 07h45 – Visita terrestre a Foz do Rio Japaratuba
  • 08h00 – Visita terrestre ao Rio das Pedras (leito natural do Rio Japaratuba)
  • 09h00 – Embarque no atracadouro de Pirambu
  • 09h15 – 1ª Parada: Raiz (encontro do Rio Pomonga com o Japaratuba)
  • 09h45 – 2ª Parada: Simão (apresentação do Projeto APA do Simão)
  • 10h15 – 3ª Parada (encontro do Rio das Pedras com o Japaratuba)
  • 10h45 – 4ª Parada (encontro do Rio Siriri com o Japaratuba)
  • 11h15 – Chegada ao Porto de Aguada
  • 11h30 – Programação Cultural “Bacamarteiros de Carmópolis”
  • 12h00 – Almoço de confraternização.

Ação ambiental – A ação consiste em identificar as agressões ao "rio de muitas voltas” (na linguagem tupi-guarani), maior patrimônio natural de 18 municípios sergipanos, na porção "Baixo Japaratuba", no sentido jusante/montante no trecho compreendido entre o encontro com o Oceano Atlântico (Pirambu/Barra dos Coqueiros), adentrando na parte navegável do Rio das Pedras (leito natural do Japaratuba) a foz do Rio Siriri (Santo Amaro/Carmópolis/Pirambu).

Observações – Além da qualidade da água,  questões hidrológicas,  geomorfológicas, antropológicas, historico-geograficas e sociais serão observadas e a luz do olhar poli-cientifico estabelecer um diagnóstico (identificar as agressões ambientais) e indicar os prognósticos para este trecho de cerca 20 km do "Velho Japa".

Expedições – A 1ª Expedição ao Rio Japaratuba foi realizada em 2006 durante o Seminário "Manguezais - Importância e Preservação",  promovido pela Organização Sócio-Ambiental Vale do Japaratuba (SOS Rio Japaratuba) e a 2ª Expedição em 2009 promovida pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Japaratuba (CBHJ).

Tempo real – Considerando a conincidencia da nva data, que marcará os 11 anos do portal Tribuna da Praia, estaremos levando as inormações em tempo real para nossos leitores participantes de grupos mantidos em redes sociais, listas de transmissão e de meios de comunicações parceiros, com flashs feitos do local.

Anteriores:


por Claudomir Tavares ©2015. É permitida a reprodução, desde que citada à fonte.

Comentar esta postagem | Ler comentários

Voltar